Translate

terça-feira, 24 de maio de 2022

Retrovisor

Graças à culpa, nos permitimos observar o que precisa de melhoria. Só olhando pras nossas ações, podemos mudar as nossas marchas, quando é subida, quando é descida e quando é ré. Pois recuar quando necessário também é uma ação, e às vezes uma boa estratégia em avenidas onde já se correu demais. Não é sobre se lastimar, martirizar ou condenar, é abrir um campo de visão, que permite antes de mudar o mundo, mudar à si. Não tem como sabermos o que é acerto, sem antes errar, nem o que é erro, sem acertar. Mas olhamos tanto pro outro, que tentamos mudá-lo ou impor nossas verdades, e esquecemos muita das vezes, de mudar a nós mesmos. Já que somente pelo retrovisor da própria consciência, enxergamos nós mesmos nossas inflações, e não por acusações dos pardais, que fiscalizam o que é bondade ou não, multando o próximo. Essa sim é a forma de criar uma onda significativa, que ao invés da crítica, a educação se firma no bom exemplo.