Translate

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Melhor Versão


Mais que a beleza do corpo, emana a beleza da energia. E que eu tenha a malícia para enxergar, mas jamais a maldade para cometer. Ser bom não é ser bobo, mas é bom às vezes "se fazer", para ver quem é capaz, de te passar para trás. Por ninguém me troco, mas por alguém me doo, pois me tenho de sobra. Apenas sou, e sou de graça, sem espera do troco.  Não me causa perda, a não retribuição do meu sentimento, não sou barato como o dinheiro, para que cause dívidas, a não ser que contrate o meu trabalho e esse sim você paga.


sábado, 17 de abril de 2021

Cálcio

 
Errar, muita das vezes, ensina mais que acertar. Um sentimento de culpa pelo erro, é mais eficaz ao aprendizado que uma congratulação pelo acerto.
 A Recordação de um erro, lança ao coração o remoto déjà vu, prestes às repetições circunstanciais de impasse, resvalando ao correto a se fazer.
 Quando a parabenização pelo acerto, lança ao coração substâncias de prazer, não acertando por obrigação e sim por estarem olhando, resvalando ao acerto somente por reconhecimento.
 Quem ouve se precave, mas aprende mesmo é quem erra. Conselho ruim é dado, bom é o vendido. Conselhos não calcificam mais do que as quedas.


quarta-feira, 14 de abril de 2021

Se For de Verdade

Não se pode perder
O que nunca foi seu.
Desapegue, não se apodere,
Priorize a mútua liberdade.
Gostar não é perseguir,
Deixe o caminho fluir,
Ciúme não é possessividade.
Se deixe prosseguir,
Algo novo e diferente sentir,
Nunca é demais tarde.
Deixar ir, partir,
É também permitir,
Tornar a vir,
Se for de verdade.

terça-feira, 13 de abril de 2021

Ato e Desato


O amor já me fez cair
Mas já me fez levantar
Já me fez construir
Já me fez desmoronar
Já me fez submergir
Já me fez afogar
Já me fez nutrir
Já me fez definhar
Já me fez denegrir
Já me fez honrar
Já me fez desistir
Já me fez arriscar
E é de tanto se ferir
 Que se aprende a amar.


terça-feira, 16 de março de 2021

Pix

 


 Só pode nos ferir
quem permitimos. Nossos
sentimentos são como
o PIX, só tem acesso
à eles, quem entregamos
a chave.


terça-feira, 9 de março de 2021

Clariciando

[Marca-Texto]




Esse mês, eu já estava planejando publicar o Marca-Texto, inclusive porque esse ano ainda não havia sido publicado nenhum. E eu estava na cruel dúvida de qual livro eu abordaria, já que era o primeiro do ano.


Eu já havia feito minhas leituras, demarcado o que havia chamado minha atenção e necessário de compartilhar, separado os livros que supostamente eu publicaria e então começaria a produzir o formato da publicação.


Mas a duvida ainda me consumia, sobre qual deles eu falaria. Foi quando por coincidência, eu recebi um convite, da Poetisa Larissa Lorena, pruma homenagem ao centenário de Clarice Lispector.


Eu como já não creio em coincidência, na hora lembrei que "A Hora da Estrela", era um dos livros que eu havia separado para fazer a publicação do Marca-Texto. Então senti que era pra eu aceitar o convite, assim como conciliar minha participação no Clariciando (Homenagem ao centenário de Clarice.), ao Marca-Texto, dois coelhos com uma cajadada.


Na época em que li a "Hora da Estrela", me apaixonei pela autora. Inclusive foi o primeiro livro que li dela, meio surrado até, ou completamente, pois nem capa o coitado tem (risos). Eu não lembro bem de como ele chegou ao meu acervo (se eu lembrar prometo voltar aqui nas edições pra contar). Provavelmente algum dos livros que roubei (Como contei num dos últimos Marcas-Texto), ou algum amigo que trocou comigo, ou num dos que minha mãe mandou pra mim.


Lembro que quando o li, me chamou muita atenção mais de um trecho, aliás, o livro todo. Mas era como se em alguns trechos, ela estivesse como um fantasma mesmo, a ponto de me fazer arrepiar sua presença, nos meus ouvidos recitando, observando, descrevendo, me entendendo como nunca ninguém jamais havia feito. Ela explicou minha existência em apenas um trecho. Mas era um fantasma, não por já ter partido deste plano, mas era como um fantasma por parecer estar ali do meu lado no ônibus, me entendendo como escritor, e ninguém estar vendo.


No mesmo instante fiz orelha no livro (e não recomendo), demarcando a parte que eu sublinharia pra ler sempre que entrar em conflitos pessoais. Acredito que todo escritor (seja ele poeta, compositor, redator...), necessita ler Clarice Lispector, ou ao menos alguma das obras, pois além da riqueza de palavras, trás muita evolução e reflexão de si. Eu não posso dizer que substitua uma psicóloga ou psicanalista, mas lê-la, é uma tremenda terapia!


"Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar para mim na terra dos homens. Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias..."

"...ela era um acaso. Um feto jogado na lata de lixo embrulhado em um jornal. Há milhares como ela? Sim, e que são apenas um acaso. Pensando bem: quem não é um acaso na vida? Quanto  mim, só me livro de ser apensa um acaso porque escrevo, o que é um ato que é um fato. É quando entro em contato com forças interiores minhas, encontro através de mim o vosso Deus. Para que escrevo? E eu sei? Sei não. Sim, é verdade, às vezes também penso que eu não sou eu, pareço pertencer a uma galáxia longínqua de tão estranho que sou de mim. Sou eu? Espanto-me com o meu encontro..."



sexta-feira, 5 de março de 2021

Dizer Não































Quero agradecer pelo abandono
Sem ele eu não seria o meu dono
Nem do coração teria o trono
E meus sentimentos poder governar

Era eu quem me atava
Era eu quem me prendia
Pelo não, que eu não falava
Pelo não, que eu não dizia

Dizer não me libertava
Do oportunismo que perseguia
E que no fundo eu só prestava
Quando a tudo eu consentia

Mas pode ficar despreocupado
Que o verbo "pertencer" está conjugado
No indicativo imperfeito passado
Que não vai mais retornar



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Tal Arte


Só faça sua parte,
Os fins vêm sem avisar.
Valorizar é uma arte,
Do artista que sabe amar.


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Sem Verbalizar

Um sentimento
Não precisa
Ser verbalizado
Para ser dito...

- SEM VERBALIZAR -

Não precisa ser dito uma só vez, nem ser repetido 500. O que se sente, deve ser dito mais em atos do que em palavras. Pois qual é a necessidade da convicção de um sentimento? Vai diferir na hora de ele ser entregue?
Se atos não bastarem, não se poderá reclamar das desilusões que acercarem. As verdadeiras boas intenções, não precisam inflar um ego para provarem existência, nem se verbalizarem para que sejam reais.
Mas ainda assim são ditas, em toque, olhar, e se a língua tiver que falar, que seja percorrendo o corpo, sem fronteiras, sem idioma, nem muito menos obrigação de se expressar dizendo.


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

+ Arte de Rua

Mais Arte de Rua
Na vida minha e tua
Nessa luta que continua
E nem tão cedo vai parar

Mais Arte de Rua
Em disparo que efetua
Na corrupção que perpetua
E oportunismo a enraizar

Mais Arte de Rua
Para toda maldade crua
E toda vergonha nua
Que não se foge o olhar

Mais Arte de Rua
Para que o homem evolua
E à rua não polua
Com a mania de sujar

Mais Arte de Rua
No que é tóxico e atenua
E todo esse lixo se substitua
Pela forma correta de amar

Mais Arte de Rua
Força que não recua
Arte que conceitua
Tudo aquilo que tocar.



quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Ganja e Panca


Não confunda, Ganja com Panca
Uma é Verde, outra é Branca
Uma Liberta, outra te Tranca
Uma Alisa, outra Espanca
Uma é Pó, outra é Planta
Uma Grita, outra Canta
Uma é Profana, outra é Santa
Uma e Nariz, outra é Garganta
Uma tem Honra, outra Má Fama
Uma é Brisa, outra é Flama
Uma e Terra, outra é Lama
Uma é Neura, outra Desencana
Uma Retém, outra Emana
Uma Adoece, outra Sana.



domingo, 24 de janeiro de 2021

Guarda-Chuva


Tanto tempo assim, já não sou de perder
Nem desgasto mais meu coração
Se um pingo é letra para quem sabe ler
Uso guarda-chuva nas tempestades de não.

Pouco tempo já é o bastante
Para cuidar de algo bom que vier
Só valoriza cada instante
Quem sabe o que quer.


terça-feira, 5 de janeiro de 2021

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Não Sabe

Pior que aquele que amor não sabe dar,
é o que amor não sabe receber.
Se priva de ensinar,
se priva de aprender.
No carma de não superar,
não deixa o sol nascer.
Fadado a errar,
refém de se esconder.
Não sabe se libertar,
só sabe se prender.
Ao que amor não sabe dar,
nem muito menos receber.


domingo, 20 de dezembro de 2020

O Despir da Coroa

Atitude e disposição, também para uma queda. Um nobre também golpeia e sabe se despir da coroa para resolver nos punhos, quem sabe até precise degolar impondo seu trono. O bom Rei não se acovarda atrás de seu exército, mas vai à frente das suas guerras, ainda que seu sangue se derrame antes do que valoriza, defendendo.


sábado, 5 de dezembro de 2020

Consequência Estipulada

Sai tão caro estabelecer uma amizade antes de qualquer coisa? Sede move aquele que cede, à essa base de qualquer relação. Todo o casual é lícito, mas nem todos se convém. É como se o sexo tivesse de ser estipulado para que algo além acontecesse, e não consequentemente. Objetivando o objetificado, o objeto obedece a obsessão, obrigado.


segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Empoderates

 
Se o passar do tempo te
melhorou interna e externamente,
por que razão a insegurança 
hoje em dia seria maior?


quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Notificação


Ele veio me avisar
Que a vida está seguindo
Siga ela meu amor
Não perca tempo vindo

Fez questão de estampar
A linda cara sorrindo
Pode até me enganar
Mas para si está mentindo

Já não me afeta
Não sou mais pateta
De ir procurar

Se sou sua meta
Ou se interpreta
Não ficarei para constatar.